Como acelerar o protagonismo estratégico da TI através da governança (Cobit 5) - Modus DPO

Modus DPO - Adequação à LGPD e terceirização de DPO

+55 19 2538-9460
Modus DPO - Adequação à LGPD e terceirização de DPO

Blog

Como acelerar o protagonismo estratégico da TI através da governança (Cobit 5)

Modus DPO - Adequação à LGPD e terceirização de DPO

Em função da minha experiência com implementação de Governança de TI em empresas que atuei como gestor da área, recentemente apresentei um estudo de caso no Comitê de TI (www.comitedeti.com.br) e que acabou despertando interesses de alguns participantes que me procuraram posteriormente para perguntar sobre implantar ou não o Cobit em suas empresas, levando-se em consideração este momento da economia.

Entendi que a dúvida de todos era mais profunda, e isto me motivou a escrever este artigo.
E para que a minha resposta não fosse apenas um “SIM, vale a pena implantar governança de TI”, argumentei com o seguinte:

Não é apenas uma questão shakespeariana relativa a “To be or not to be”, ou seja, de implantar ou não implantar o Cobit. A questão fundamental é como, de fato, fazer com que a área de TI se manifeste como uma função realmente estratégica nas organizações. Muitos acham que o fato de protagonizarem uma reunião gerencial, onde a TI é envolvida para propor soluções operacionais, já é o bastante para apresentar a TI como estratégica. Engano. Mas já é um bom começo.

A questão, de fato, é que a TI dispõe de recursos para ser cada vez mais uma função estratégica, mas para tal, precisa ter atuação efetiva. Um termômetro, é medir o quanto você, gestor de TI, participa das reuniões do board da empresa. A maioria vai chegar a conclusão que não participa das principais decisões. Trocando em miúdos, a TI não está protagonizando como estratégica. No máximo, sendo coadjuvante.

Então o que fazer, se neste cenário atual, já é quase impossível cumprir o básico do CAPEX do Budget FY16? O que se dirá, então, em investir em algo tão complexo como a implantação do Cobit 5?

E é aí que existe uma saída triunfal, meio que a “la Brasiliana”. Tropicalize, mas de forma coerente!
A dica, para os iniciantes no quesito governança, é que não se deve ser “mais realista do que o rei” – detesto esta frase, mas explica bem o que diz dizer.

Ou seja, tentar neste momento uma implantação de Cobit 5 pode ser um tiro-no-pé, mas isto não significa que você, gestor de TI, não possa dar um passo além.

E este passo é justamente o de começar a criar uma cultura de governança, preferencialmente baseada no Cobit 5.

A aqui vai o pulo-do-gato. Se sua empresa ainda não possui um processo formal de governança corporativa – o que é muito comum, você poderá iniciar esta cultura, por exemplo, observando o Apêndice D do Guia “UM MODELO CORPORATIVO PARA A GOVERNANÇA E GESTÃO DE TI DA ORGANIZAÇÃO”. É o guia principal do Cobit 5.

Nele está descrito o “Mapeamento dos Objetivos Corporativos do COBIT 5 em Perguntas sobre Governança e Gestão”, ou seja, é um conjunto que questões importantes que os gestores de TI poderão utilizar como forma de iniciar um diálogo com o board da empresa na busca de um melhor entendimento de como a TI pode, de fato, se manifestar como uma função estratégica para o negócio.
Dentro do contexto de que “sopa quente se come pelas beiradas”, você poderá iniciar este diálogo, tendo como base as perguntas sugeridas neste apêndice, lendo inicialmente os 17 objetivos corporativos, os quais estão na vertical.

Se ao ler o “Apêndice D” você perceber certa aderência à sua empresa, saiba, você terá em suas mãos uma enorme oportunidade, não só de reposicionar a TI na sua organização, mas inclusive de ser um forte protagonista de mudanças substanciais que poderão deixa-lo numa posição de destaque perante seus pares.

O caminho não é fácil, mas perfeitamente possível!

Um abraço!

Flávio I. Callegari

Compartilhe esse artigo

Receba nossa newsletter

Cadastre-se para receber as nossas novidades e dicas.

Contato




    Endereço

    Presenças:
    Escritório EU/London - UK
    +1 508 817-1717 (US number)

    Escritório BR/Região Sul
    Capão da Canoa - RS
    +55 51 8119-7970

    Matriz BR/SP
    R. do Rosário, 1524 - Cj. 08 - Centro, Piracicaba - SP, 13400-186
    +55 19 2508-9460

    Telefone

    UK +1 508 817-1717

    BR Sul +55 51 8119-7970

    Matriz +55 19 2538-9460

    Email

    contato@modusdpo.com.br